terça-feira, 19 de Fevereiro de 2013

O CEGO BARTIMEU 1ª REFLEXÃO




Marcos 10:46
46 E foram para Jericó. Quando ele saía de Jericó, juntamente com os discípulos e numerosa multidão, Bartimeu, cego mendigo, filho de Timeu, estava assentado à beira do caminho

Neste relato bíblico é nos apresentado um personagem, conhecido por Bartimeu, na realidade Bartimeu não era o seu nome, o relato não menciona o seu nome mas sim por aquilo que ele era conhecido, Bar- quer dizer filho e Timeu era o nome o seu pai. Este homem era conhecido pelo nome de seu pai.
Diz-nos o texto que ele estava mendigando à beira do caminho, nesta altura não havia muita misericórdia para com os deficientes, eles estavam condenados ao seu destino. E socialmente rejeitados, espiritualmente dignos de culpa.

O texto deixa entender que ele estava consciente da sua situação pois estava necessitado e por isso pedia.

Pela continuação do texto percebemos que estava próximo da Pascoa, e isto queria dizer que as pessoas tinham inevitavelmente que passar por Jericó para ir para Jerusalém, e ali ele tinha encontrado um lugar estratégico, para pedir

47 e, ouvindo que era Jesus, o Nazareno, pôs-se a clamar: Jesus, Filho de Davi, tem compaixão de mim!

É curioso que este homem chama Jesus por filho de David. Não só ele identificava-se com Jesus, como reconhecia nele a promessa da casa de David.

A situação deste homem humanamente era sem solução, ele tinha ouvido com certeza falar de Jesus, e naquele dia ouviu rumores que Jesus ia passar por ali.

Bartimeu era alguém que fisicamente não podia ver Jesus, mas para ele bastava ouvir os rumores para acreditar.

É bem possível que uma boa parte da multidão que seguia Jesus, podia-o ver, mas não era isso que lhes garantia a salvação.

Quando Jesus descreve a igreja de Laodiceia em Apocalipse capitulo 3, refere um problema que caracterizava esta igreja, era a sua visão, ele aconselha a por colírio. Isto mostra claramente que aquilo que caracteriza a igreja de Jesus antes da sua vinda, tem a ver com uma visão espiritual entorpecida, pensam que sabem, mas não sabem nada. 

48 E muitos o repreendiam, para que se calasse; mas ele cada vez gritava mais: Filho de Davi, tem misericórdia de mim!

Enquanto ele gritava, muitos o repreendiam, uma multidão seguia Jesus, mas tolerava pouco aqueles que incomodavam,

Penso que vivemos isso também nos nossos dias, a falta de amor ao próximo, o negligenciar os mais necessitados, o não se envolver com tempo dinheiro e energia. Seguimos Jesus mas não praticamos o que ele nos ensinou, seguimos por interesse. O que é que eu posso ganhar seguindo Jesus.

Aquele Cego podia ter perdido o seu lugar estratégico se tivesse dado ouvidos aquelas pessoas, e por vezes é o que acontece quando não valorizamos aqueles que Deus coloca no nosso caminho. Acabam por desistir de se encontrar com Jesus.

Já com Zaqueu em Lucas 19, a multidão não o deixava ver Jesus. Será que estamos a impedir alguém de se encontrar com Jesus, ou então será que andamos à procura de Jesus e os que se dizem seguidores do mestre não dão o melhor testemunho e desejo desistir.

Felizmente este homem sabia que talvez a única solução do seu problema seria aquele Jesus que estava por ali a passar. E por isso ele não sesistiu.

49 Parou Jesus e disse: Chamai-o. Chamaram, então, o cego, dizendo-lhe: Tem bom ânimo; levanta-te, ele te chama.

Jesus nunca está ocupado de mais para nos ouvir, seja qual for o nosso problema, ele para para nos ouvir.

Jesus podia ter ido junto daquele homem como fez muitas vezes quando curava, mas desta vez ele pede aquela multidão que tinha mandado calar o cego para o irem chamar. Jesus tinha intenção de mostrar aquelas pessoas que ele preocupa-se com os mais fragilizados, e que a multidão tinha também de olhar por aqueles que são os mais fracos.

Queridos amigos que tipo de mensagem temos levado aos outros?

50 Lançando de si a capa, levantou-se de um salto e foi ter com Jesus.

Quando o cego ouviu Jesus a chamar diz o texto que deixou a capa. A capa para ele era um objecto muito importante, pois cobria-o do frio à noite e durante o dia protegia do calor, era algo muito preciso, mas naquele momento era um objecto que lhe atrofiava os movimentos.

Queridos amigos temos nós capas que nos impedem de dar o slato e ir ter com Jesus? Tenhamos a mesma coragem do cego para deixa-las para trás e livremente irmos ter com Jesus.


51 Perguntou-lhe Jesus: Que queres que eu te faça? Respondeu o cego: Mestre, que eu torne a ver.

Bartimeu sabia bem o que queria,


52 Então, Jesus lhe disse: Vai, a tua fé te salvou. E imediatamente tornou a ver e seguia a Jesus pelo caminho.

- Bartimeu estava a beira do caminho, mas depois de um encontro com Jesus, ele próprio seguia-o pelo caminho.

Temos de Pedir a Deus que limpe os nossos olhos e que nos permita ver.

João 20:29
“Bem-aventurados os que não viram e creram.”

1 comentário: